Quem sou eu

Minha foto

Sou Fotógrafo Profissional, Sertanista e atualmente trabalho com fotografia de Eventos Sociais em SP.
Tecnologia do Blogger.

sábado, 5 de agosto de 2017

Conheça os Ipês Vermelho, Verde e Tabaco

Amarelo, roxo, branco e rosa são as espécies de ipês mais comuns no Brasil, mas não são as únicas espécies de Tabebuias existentes. Em Minas Gerais, existem mais 3 espécies de ipês nativos.
Os ipês vermelho, verde e tabaco existem, embora não sejam tão conhecidos como os ipês comuns, são lindos e belos da mesma forma. Detalhe que são nativos de Minas Grais do Cerrado e Caatinga do Estado Mineiro. 
Autoria desconhecida da imagem acima. Assim que identificarmos o autor, os créditos serão inseridos.
Ipê -vermelho ou Púrpura (Tabebuia gemmiflora Rizzini & A. Mattos)
O Ipê-vermelho é da família das Bignoniaceae. É uma planta nativa exclusivamente da Caatinga do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Por ser pouco conhecido, sua dispersão pelo restante do Estado é bem restrita.
Folhas do Ipê-vermelho. Fotografia de Simone Carvalho (http://sites.unicentro.br/wp/manejoflorestal/ipe-purpura/)
Sua madeira é usada nas carvoarias da região e para abastecer fogões à lenha.
Autoria desconhecida.
Em algumas cidades, são bastante usadas na arborização urbana, já que essa espécie de ipê é de porte médio, atingindo de 8 a 10 metros de altura, com 20 centímetros de diâmetro. 
Suas raízes são profundas e não danificam calçadas.
A florada começa em agosto e termina em setembro, sendo ótima para polinização, é um grande atrativo para as abelhas. A frutificação e liberação da sementes ocorre no fim da florada e são dispersas pelo vento.
cápsula cilíndrica glabra.
As flores do Ipê-vermelho são compostas de 3 foíiolos. Fotografia de Simone Carvalho
(http://sites.unicentro.br/wp/manejoflorestal/ipe-purpura/)
Bibliografia consultada: LORENZI, H. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Vol. 3, 1. Ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2009.384 p.
Ipê-verde (Cybistax antisyphilitica)

Foto do site http://arvores.brasil.nom.br
O Ipê-verde é uma planta nativa do Cerrado. Tem várias denominações, dependendo da região é conhecido por Ipê verde, caroba de flor verde, caroba brava, ipê de flor verde, ipê mandioca, ipê da várzea, aipê, cinco chagas,ipê pardo, Caroba do campo, carobinha verde, jacarandá.
É uma planta de porte médio, de 5 a 10 metros de altura. Em algumas regiões pode ultrapassar 15 metros de altura. Seu tronco tem entre 15 e 40 centímetros.
http://www.globaltree.com.br/ipe-verde.html
O Ipê Verde é ótimo para o paisagismo urbano, principalmente arborização de ruas estreitas. Sua florada acontece entre dezembro e março. Sua flores são tubulosas, na cor verde.
O extrato do ipê-verde vem sendo usado contra a larva do mosquito Aedes-aegypti, transmissor da dengue. Ainda não foi comprovado mas acredita-se que o ipê-verde tenha propriedades medicinais.
Ipê tabaco - Zeyheria tuberculosa
Foto extraída do site arvores.brasil.nom.br/new/ipetabaco/
O ipê-tabaco (Zeyheria tuberculosa), também conhecido por ipê-felpudo, bolsa-de-pastor, camaruçu, bucho-de-boi, ipê-bóia, ipê-cabeludo, ipê-cumbuca, ipê-preto, ipê-una, velame-do-mato e saco-de-carneiro, é uma espécie de planta da família Bignoniaceae. É chamado de ipê, mas não faz parte do gênero Tabebuia.
Nativa das florestas de todo o sudeste e partes do centro-oeste e nordeste do Brasil, com grande potencial madeireiro e silvicultura, vem sendo ameaçada de extinção pela exploração madeireira, agropecuária e carvoaria. É também usada na arborização urbana.

Flores do Ipê-tabaco. Fotografia de Reinaldo Brito
Distribuição
Possui uma distribuição muito ampla no Brasil, abrangendo os estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Goiás e Bahia. Ocorre em florestas pluviais e florestas estacionais semi-decíduas, sobre os mais variados solos, desde regiões do Planalto Central e zonas de altitude das serras do Espinhaço, da Mantiqueira e do Mar, até o litoral do Espírito Santo, suportando bem os climas: seco do interior, quente e úmido no litoral, e frio sujeito a geadas, mais ao sul e nos topos de serras.
Características
Ipê-tabaco florido
É uma árvore pioneira de médio a grande porte, atinge mais de 30 m de altura e diâmetro superior a 80 cm (geralmente com 15–20 m x 30–50 cm).
Sua copa é colunar quando jovem, cônica a globosa quando adulta, encimando um longo fuste retilíneo, com ramos ascendentes e ramificação racemosa. Tronco reto, cilíndrico, com mais de 2/3 da altura da árvore. Casca grossa com 2 a 5 cm de espessura, cinza-clara a pardo-amarelada, profundamente sulcada e muito fissurada, formando longas cristas longitudinais; internamente revestida por inúmeras e finas camadas fibrosas, com aspecto de papel pardo, estratificadas, que se soltam em longas tiras quando puxadas. Ramos grossos, gretados, ásperos, felpudos quando novos. Suas flores são pequenas muito escuras, florescem de novembro a janeiro.
Sua madeira é de excepcional qualidade, sendo conhecida no exterior como Brazilian-walnut. é talvez a melhor espécie de madeira para pisos de luxo, muito apreciada pela construção-civil. (fonte sobre o Ipê-tabaco: Wikipedia)

12 comentários:

  1. São incrivelmente belos! E vê-los nos fazem sentir e estarmos no paraíso.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Isso vai depender de onde vc mora. Eu consegui sementes na rua e na beira de estradas mesmo. Plantei as sementes em terra fértil e consegui muitas mudas com facilidade. Vc fez uma varredura pela sua região para tentar identificar alguma árvore dessas?

      Excluir
    2. De onde vc é? Aqui na minha cidade tem muitas nas ruas nedmo

      Excluir
  3. Devia ter uma proteção sobre os Ipês eles são derrubados sem consciência nenhuma devia ser multadas quem faz esse tipo de maldade.

    ResponderExcluir
  4. Enfim descobri o que são essas belíssimas árvores que temos no sítio. Ipês vermelho, verde e tabaco. Todas muito altas e saudáveis. Grata pela informação.

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de uma muda de ipê vermelho Elischa Dewes. Onde fica seu sítio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor comprar sementes e germinar. Pelo Mercado Livre encontra sementes. Mas são difíceis de pegar fora de Minas, do clima do cerrado e caatinga.

      Excluir
  6. - Caros amigos: os ipês são nativos em quase todo o território nacional, desde a Amazônia até a Floresta Atlântica, estando assim, adaptado as diversas regiões do país. Procure adquirir sementes de árvores nativas da sua região que, com cuidados básicos, são de fácil germinação e desenvolvimento.

    ResponderExcluir
  7. Fantásticos!No son muy conocidas estas variedades de tabebuia conocidos también como lapacho en el noreste argentino.hermosos todos en flor!!!

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Conheça o projeto EcoVida

Postagens populares

Seguidores