Quem sou eu

Minha foto

Sou Fotógrafo Profissional, Sertanista e atualmente trabalho com fotografia de Eventos Sociais em SP.

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

domingo, 27 de novembro de 2016

Conheça as espécies existentes de JAMBO

Existem 5 variedades de Jambo bem difundida, são elas, o branco aqui descrito, o amarelo, o rosa, o vermelho e o roxo (conhecido também como Jamelão e de tamanho pequeno).

O Jambo a muito tempo é utilizado por diversos povos não só como alimento mas como remédio. Dele podemos aproveitar as flores, as folhas, as raízes e o fruto cada qual com sua receita, sua propriedade e seu uso específico.

Na cultura popular é comum usarem as flores como laxativo as raízes para problemas de diabetes, pulmões e etc… suas cascas servem no preparo de pomadas que aliviam queimaduras.
Na decocção das folhas queimadas e ai vale salientar o que já descrevi diversas vezes a respeito das ervas, que existem horas para colher uma mesma erva para cada tipo de providencia inclusive o uso da erva verde, seca ou queimada.

Uma mesma planta e nisso envolve o seu todo por completo pode servir como remédio ou como veneno dependendo da mistura, da colheita (hora) e da parte utilizada além da quantidade.

O Jambo Branco (Syzygium aqueum) ou dos Anjos é utilizado na mística principalmente pelo seu poder real de rejuvenescimento e tratamento no fortalecimento do sistema imunológico humano e de animais. Mas é na limpeza aural que ele é entendido dentro dessa cultura, disso seu nome popular “dos Anjos” por retirar das pessoas as cargas negativas.


É uma planta bela e de certa forma um pouco rara entre nós brasileiros. De origem Asiática segundo estudos foi disseminado por vários continentes como África e América do Sul se adaptando muito bem.

Em solo africano além do nome usual de Jambo/Jambolão, encontrei outros a seguir:Bundu Amakumbu – fruto milagroso (Kikongo),Umuti Vuka – Droga que levanta (Zulu) (Fonte: Planeta Vegetal)

O Jambo Amarelo - Syzygium jambos
Origem : Sudeste Asiático
Descrição : O jambo, é o fruto de uma espécie de Jambeiro, Syzygium jambos. Pertence ao gênero Syzygium e à família Myrtaceae, que inclui também a goiaba, a pitanga, o jamelão, a jabuticaba e o eucalipto. São frutos piriformes (em forma de pêra), com casca lisa e cerosa, rosada, esbranquiçada, amarela ou laranja-amarelada, polpa consistente e branca, e uma ou mais sementes de formato esférico no seu interior. É também conhecido como jambo-amarelo ou jambo-amarelado.

Há três espécies principais de Syzygium cujos frutos são conhecidos como jambo, todas nativas do continente asiático:

S. malaccense: Jambo-vermelho, com frutos vermelhos, adocicados e levemente ácidos;
S. jambos: Jambo-rosa, com frutos esbranquiçados, de sabor fraco;

O jambo é uma boa fonte de ferro, proteínas e outros minerais. Os frutos apresentam 28,2% de umidade, 0,7% de proteína, 19,7% de carboidratos, contendo entre eles vitaminas como A (beta caroteno), B1 (tiamina), B2 (riboflavina), minerais como, ferro e fósforo. Em 100g de polpa, tem 50 calorias.

3 comentários:

  1. Tenho uma curiosidade na origem do jambo, ele é nativo do Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diz na matéria, temos 5 espécies de Jambo e essa fruta foi introduzida no Brasil. Não é de origem brasileira e sim Asiática.

      Excluir
  2. Minha infância, até a adolescência foram regadas às frutas JAMBO! Amo de paixã. Hoje em dia não vejo mais. Que pena!

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Conheça o projeto EcoVida

Postagens populares

Seguidores