Quem sou eu

Minha foto

Sou Fotógrafo Profissional, Sertanista e atualmente trabalho com fotografia de Eventos Sociais em SP.
Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

O que é Catar Coquinho?

Catar coquinho é uma expressão idiomática da língua portuguesa normalmente incluída na ordem "Vá catar coquinho!" e que significa "vá procurar outra coisa para fazer" ou "me deixe em paz!". É uma expressão usada para afastar alguém que representa um incômodo.
Existem várias outras expressões semelhantes que têm o mesmo significado que "catar coquinho", e algumas delas são: "vai tomar banho", "vai ver se eu estou na esquina", "vai enxugar gelo", "vai encher pneu de trem", "vai pentear macaco".
Em inglês há variadas expressões que significam o mesmo que "catar coquinho": "go take a long walk on a short pier" (sendo a tradução literal: "vá fazer uma longa caminhada em um cais curto"), "get lost" (cuja tradução é "vá se perder"), "take a hike" (vá dar um passeio).
Expressões populares como "vá catar coquinho" são muito comuns porque sugerem a um determinado sujeito uma atividade muitas vezes inútil, simplesmente para que a pessoa que usa a expressão possa finalmente ficar em paz.
Ainda a respeito de "catar coquinho", surgiram algumas palavras que complementaram a expressão, como "vá catar coquinho na ladeira" ou "vá catar coquinho na descida", o que dificulta ainda mais o ato de "catar coquinho".
--------------------------------------------------------
Fotografia de Arnaldo Silva

sábado, 7 de julho de 2018

Conheça a Mirra

A mirra é uma das mais antigas plantas do mundo. É uma planta milenar. Esteve e está presente em rituais religiosos em todo o mundo. Na Bíblia, é mencionado seu uso pelo Testamento Original e Novo Testamento. Mas ela tem várias utilidades, além do uso para fins religiosos, é medicinal. Conheça um pouco dessa planta.
A mirra (Commiphora myrrha) é uma árvore espinhosa, de folhas caducas, que pode atingir 5 metros de altura, com flores vermelho-amarelo, e frutos pontiagudos. É nativa do nordeste da África (Somália e partes orientais da Etiópia) encontra-se também no Médio Oriente, Índia e Tailândia. Cresce em matas e prefere solos bem drenados e muita exposição ao sol.
Propaga-se por sementes, na primavera, ou por estacas ao fim do estágio de crescimento. É também o nome dado à resina colhida de fissuras abertas na casca da árvore de nome botânico Commiphora molmol, que depois de seca se transforma em grânulos de coloração amarela-avermelhada. A palavra mirra deriva do aramaico ܡܪܝܪܐ (Murr) e árabe مر (mur), que significa "amargo".
Aplicações
A resina que se obtém dos seus caules é usada na preparação de medicamentos, devido a suas propriedades anti-sépticas.
Os egípcios empregavam a mirra no culto ao deus Sol e como ingrediente na mumificação, uma vez que suas qualidades embalsamadoras já eram conhecidas. Até o século XV, era usada como incenso em funerais e cremações. É também utilizada em algumas celebrações religiosas como a missa e a gira de umbanda. A sua fragrância também pode ser utilizada em incensos para dar um leve aroma de terra ou como aditivo para o vinho, uma prática descrita por Fabius Dorsennus, uma autoridade no assunto durante a Antiguidade.
Atualmente utilizam-se comercialmente os componentes da mirra em produtos como loções, pastas de dente, perfumes e outros cosméticos. A naturopatia ainda recomenda seu uso em cavidades orais no tratamento de infecções causadas por bactérias, fungos e vírus.
Alusões
Segundo a Bíblia, a mirra foi, além de ouro e incenso, um dos três presentes dados ao Menino Jesus pelos Reis Magos, no Evangelho de Mateus. (Fonte das informações: Wikipédia. Fotografias de Eliane Torino em Casa Branca, distrito de Brumadinho MG)

Por que trocar o pão pela mandioca?

A mandioca, que também é conhecida em algumas regiões como aipim ou macaxeira, é um dos alimentos mais consumidos na América do Sul.
Além de ser deliciosa, suas propriedades medicinais são incríveis.
Nesta matéria, separamos alguns benefícios desse alimento.
Confira:
- Fornece energia
- É boa fonte de zinco, magnésio e cobre
- Ajuda a perder peso, graças ao baixo teor de gordura
- Controla os níveis de colesterol no sangue diminui altos níveis de triglicérides. Isso porque é rica em fibras
- Beneficia o sistema nervoso
- Diminui a ansiedade
- Combate o desconforto produzido pelo intestino irritável
- Contribui para a formação de massa óssea, graças à boa quantidade de vitamina K
- Fortalece os cabelos porque é fonte de vitaminas B, B-6, folato, tiamina, riboflavina e ácido pantotênico.
- É fonte de potássio, por isso ajudar a regula frequência cardíaca e pressão arterial
- Trata diarreia, gripe, algumas inflamações e conjuntivite
- Substitui com vantagem o pão no café da manhã ou jantar
Sabe como preparar mandioca?
É bem simples.
Confira:
1. Descasque a mandioca
2. Corte em pedaços e coloque numa panela (pode ser numa panela de pressão, é até mais rápido)
3. Encha a panela com água, a fim de cobrir o alimento
4. Acrescente sal, tampe a panela e cozinhe por 30 minutos ou até que a mandioca amoleça.
5. Desligue o fogo, escorra a água e aproveite!


-------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Sumaúma: a árvore que armazena água

As suas raízes tubulares em determinadas épocas rebentam, irrigando toda a área em torno dela e o reino vegetal que a circunda. É conhecida como "Árvore da Vida" ou a "escada do céu".
A sumaúma, também chamada de mafumeira (Ceiba pentandra) é uma planta tropical da ordem Malvales e da família Malvaceae (antiga Bombacaceae), nativa do México, da América Central, das Caraíbas, do norte da América do Sul e (com a variedade C. pentandra var. guineensis) da África Ocidental. É a árvore oficial de Porto Rico.
Entre os nomes por que é conhecida em diversos países, estão: sumaúma (em tupi), paina lisa, árvore da seda, kapok, pulin, malpanka, ora, bongo, kumaka, lupuna. Em São Tomé e Príncipe é conhecida por ocá e na Guiné-Bissau por poilão.
Características
A sumaúma (na foto acima os frutos da árvore) cresce entre 60–70 m de altura e o seu tronco é muito volumoso, até 3 m de diâmetro com contrafortes. O tronco e muitas das pernadas maiores estão rodeadas de enorme quantidade de espinhos simples, muito grandes e robustos. Alguns exemplares chegam a atingir os 90m de altura, sendo, por isso, uma das maiores árvores da flora mundial.
As folhas são compostas por 5 a 9 lóbulos, cada um com cerca de 20 cm. As árvores adultas produzem frutos que contêm as sementes rodeadas por uma fibra macia, amarelada que é uma mistura de linho e celulose.
Utilização
Esta planta é conhecida também por algodoeiro por causa das fibras de suas sementes, (na foto ao lado as Sementes de Mafumeira no meio da Sumaúma.) inclusive a palavra sumaúma ou samaúma é usada para descrever a fibra obtida dos seus frutos.  Encontra-se uma fibra similar no Índico Bombax ceiba (também conhecida como Bombax malabaricum ou seda de algodão-árvore). É denominada sumaúma indiano e é de cor mais escura e menos versátil do que a variedade original.
A fibra é muito leve, altamente inflamável e resistente à água. O processo de separação da fibra é manual. É usada como uma alternativa ao algodão para encher almofadas, colchões (antigamente) e para isolamentos. Na actualidade, a sumaúma foi substituída por materiais sintéticos. As sementes produzem um óleo usado para fabricar sabão e também são usadas como o fertilizante.
Nos Países do Sudeste Asiático, a mafumeira tem uma casca maior e as sementes, altamente inflamáveis, são usadas como combustível. Na Tailândia têm o nome de 'taban fai. O óleo das semente é também utilizado na indústria culinária e medicina.
A mafumeira é cultivada, para fins comerciais, em Angola, Ásia, nomeadamente em Java, Filipinas, Malásia, Indonésia e também na América do Sul.
Uso medicinal
O chá de casca da Ceiba pentandra, é atóxica e utilizada para tratar as diabetes do tipo II. (na foto acima as flores da planta)
Em sistemas de medicina tradicional as diferentes partes (folhas, caules, raízes) desta planta é indicada ainda para o tratamento de uma série de doenças como: de bronquite, diarréia, disenteria, doenças de pele, inflamações e furúnculos (em emplastros), artrite, doenças oculares dolorosas (conjuntivites), dores de cabeça, febre crônica, picada de inseto e ainda como diurético e afrodisíaco. Todas as partes desta planta, isoladas ou combinadas, têm inúmeras atividades terapêuticas para o tratamento da referida variedade de doenças já descritas.
A Yaaxche, seu nome em Maia, era considerada uma árvore sagrada naquela mitologia pré colombiana. A casca também é usada como aditivo para algumas versões da bebida enteógena Ayahuasca.
A Samaúma na Amazônia
Os indígenas da Amazônia consideram-na a "mãe-das-árvores", as suas raízes tubulares são também chamadas de sapopembas, que em determinadas épocas rebentam irrigando toda a área em torno dela e o reino vegetal que a circunda. É conhecida como "Árvore da Vida" ou a "escada do céu", o seu diâmetro de porte belo e majestoso unido às sapopembas (raízes), muitas vezes formam verdadeiros compartimentos, transformados em habitações pelos indígenas, caboclos e sertanejos. Ao sobrevoar a região amazônica, qualquer um, mesmo sem conhecer a árvore é capaz de a identificar e captar a sua energia. A sua altura, porte e beleza é o destaque na imensidão da flora amazônica. (na foto acima a Samaúma já adulta, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro) - Fonte da matéria e fotos:https://pt.wikipedia.org/wiki/Mafumeira

quarta-feira, 4 de julho de 2018

A Laranja Sanguínea

A laranja sanguínea ou laranja-de-sangue é uma variedade da laranja (Citrus sinensis) com o carmesim, sangue cor de carne. O fruto é menor do que uma laranja média, a sua casca é geralmente vermelha. A carne escura, numa distintiva cor é devida à presença de antocianina, um pigmento comum em muitas flores e frutos, mas incomum em citrinos. Às vezes há coloração escura na parte externa da casca, também dependendo da variedade de laranja sanguínea. O grau de coloração depende da luz, temperatura e variedade. (a foto acima é de Jussara Novais, de Areado MG, enviada para Conheça Minas) 
A laranja sanguínea é frequentemente descrito como um híbrido entre a toranja e a tangerina, mas na verdade é apenas uma mutação de uma laranjeira. Há três tipos de laranja sanguínea no mundo: Moro, Tarocco e Sanguinello.
Moro
O Moro, uma recente adição a família das laranjas sanguíneas, é o mais colorido dos três tipos, com um fundo roxo e polpa laranja avermelhada. O sabor é mais forte e o aroma é mais intenso do que uma laranja sanguínea normal. Este fruto tem um distinto sabor doce de framboesa, que normalmente é especial para laranjas. A variedade Moro se pensa ter origem no início do século 19 na área em torno de produtores de citrinos Lentini (na província de Siracusa, na Sicília), como uma mutação do "Sanguinello". Moro são laranjas cheia de antocianina, o que significa que a carne varia de laranja-jaspeado com coloração rubi, de cor escarlate, carmesim vivo, e para quase preto. A cor da casca grossa dessa laranja tem uma média de grão fino com manchas vermelhas também variadas para vinho.
Tarocco
O Tarocco é uma fruta de tamanho médio e é talvez a mais doce e saborosa laranja sanguínea dos três tipos. Sendo a mais popular laranja-sanguínea na Itália, a Tarocco é pensada ser derivado de uma mutação do "Sanguinello". É referido como "meio-sangue", porque a carne não é acentuada em pigmentação vermelha tanto como as variedades Moro e Sanguinello. Tem uma casca fina, ligeiramente esfumaçada em tons vermelhos. O Tarocco é uma das mais populares laranjas sanguíneas do mundo, devido ao seu sabor doce e suculência. Ela tem o mais alto teor de vitamina C de qualquer laranja sanguínea cultivada no mundo, principalmente em razão da fertilidade do solo e por ser fácil de descascar.
Sanguinello
O Sanguinello, também chamado de Sanguinelli nos EUA (seu nome comum siciliano), descoberto na Espanha, em 1929, tem uma pele avermelhada, poucas sementes, e uma doce polpa avermelhada. O Sanguinello - o nome tardia no siciliano "cheio de sangue" - está perto de características para o Moro. Ela amadurece, em fevereiro, mas pode permanecer em árvores para a colheita até abril. Essas frutas podem durar até o final de maio. A casca é compacta, amarelo claro e com uma coloração avermelhada. A carne é laranja com múltiplas cores de sangue. (foto abaixo de Silentcynic/Wikipédia)
História e antecedentes
Esses citrinos foram cultivados desde tempos imemoriais, na Sicília, e o cultivo é documentado desde a Idade Média. Enquanto árabes são creditados originalmente com plantações de limões e laranjas amargas na Sicília, os expedicionários genoveses e portugueses apresentam a doce variedade Portogallo, no século XV.
À medida que o fruto da saúde, beneficiando propriedades que se tornaram conhecidas, A Sicília começou a exportar essas laranjas em todo o mundo. Hoje, esses citrinos sicilianos são encontrados em praticamente todos os países que permite que as importações. Laranjas sanguíneas cultivadas nos Estados Unidos estão em época de dezembro a março (Texas), e a partir de novembro a maio (Califórnia). Enquanto a árvore vai crescer e dar frutos, na Flórida, o "Mediterrâneo" na variação de temperatura entre o dia e a noite parece ser necessária para desenvolver a distintiva cor vermelha, a antocianina. As laranjas produzidas na Flórida frequentemente têm pouco ou nenhum pigmento vermelho.
Nutrição
Laranjas sanguíneas, como todos os citrinos, são uma boa fonte de vitamina C. Uma laranja de tamanho médio contém 260 miligramas de potássio, 15 por cento da FDA diário da recomendação. O fruto do pigmento vermelho, antocianina, é um antioxidante que reduz os riscos associados a muitas doenças, incluindo doenças relacionadas com a idade.
Laranjas sanguíneas ajudam a diminuir o risco de doenças cardiovasculares, alguns tipos de cancro e de mau colesterol. Eles também podem reduzir o risco de catarata, e ajuda no processo de cicatrização do corpo.
Comer uma laranja de tamanho médio fornece 28 por cento do valor diário recomendado de fibra alimentar. Laranjas também podem ser uma valiosa fonte de ferro, cálcio e vitamina A.
Usos
O suco de laranja sanguínea é azedo. Pode ser usado como ingrediente de um coquetel. As laranjas sanguíneas também podem ser usadas para criar marmelada, e o sabor pode ser utilizado para assar alimentos. Elas também têm sido usadas para criar bebidas geladas e sodas italianas. Laranjas sanguíneas também são populares em restaurantes italianos.
-----------------------------------------------------------------------

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Conheça o projeto EcoVida

Postagens populares

Seguidores